[Interviews 2017] Sónia Costa – Um bilhete para o Dubai via Linkedin!

 

Inicia-se hoje uma série de entrevistas com profissionais sobre o seu uso do Linkedin. Desde a utilização mais pontual à mais regular, quero testemunhar a utilização que as pessoas dão à rede profissional. Teremos seguramente fantásticas partilhas e experiências relevantes para que outros sintam esta força digital

Denominei a estas entrevistas o nome de INterviews – após um fantástico momento de brainstorming coletivo com membros da minha rede de contactos.

A primeira entrevistada é a Sónia Costa [ligação para o seu Perfil Linkedin] – que conheço bem destas guerras digitais! A Sónia é consultora e formadora em marketing digital.

Sónia Costa – Projeto Interviews 2017

  • Como tiveste conhecimento da rede Linkedin? Quando fizeste o teu registo na rede?

Eu criei o meu perfil no LinkedIn a 17 de setembro de 2007, ou seja, 7 dias depois de ter começado a trabalhar na Fundação de Serralves.

Na altura descobri o LinkedIn através de amigos e acreditei que seria uma mais-valia utilizá-lo, porque queria ter o meu CV online de forma a poder ser pesquisado e encontrado por outros profissionais. Desde essa altura que vi no LinkedIn essa enorme potencialidade e felizmente não me enganei.

 

  • Que objetivos tens com a tua presença nesta rede profissional? Mudaram ao longo dos tempos ou mantens os mesmos propósitos de utilização?

 

Para mim sempre foi importante ter um local onde pudesse registar o meu percurso académico e profissional. O facto de existir uma rede social como o LinkedIn que permite fazer esse registo e também partilhá-lo com o mundo foi uma grande oportunidade, que agarrei há quase dez anos. Ao longo dos tempos sempre usei o LinkedIn com estes propósitos: poder criar ligações com profissionais de todo o mundo (e que de outra forma não teria sequer possibilidade de conhecer), documentar e partilhar o meu percurso profissional e académico (ganhei o hábito de ir tirando fotografias em contexto profissional sempre que possível), e finalmente poder ser encontrada por outros profissionais. Também gosto de usar o LinkedIn para partilhar com a minha rede de contactos artigos e links que encontro sobre a minha área de atuação – redes sociais e marketing digital.

 

  • Falemos sobre a tua tão importante rede de contactos. Como a qualificarias?

Estou quase a chegar aos 5000 contactos, pelo que atualmente o LinkedIn é a minha rede social mais forte e onde os meus posts têm mais alcance e visualizações. Estou ligada a (quase) todas as pessoas com quem estudei, trabalhei ou dei formação. Para além disso, estou também ligada a profissionais da minha área de todo o mundo e ainda a profissionais que trabalham em recrutamento, departamentos de RH ou headhunters, também de todo o mundo. Recebo diariamente dezenas de visualizações do meu perfil e por isso também me chegam convites de profissionais de outras áreas. Analiso cada um dos perfis e vou aceitando, conforme me parecem pessoas ativas na rede e que partilham conteúdos interessantes. Não aceito toda a gente, mas quase! Sem dúvida que o meu feed do LinkedIn é um local onde vejo partilhas muito relevantes diariamente, onde consigo aprender, ver quem está a recrutar e para que funções e manter-me atualizada sobre novos cargos dos meus contactos. Às vezes “apanho” pessoas que fazem partilhas que não são adequadas ao LinkedIn e excluo-as imediatamente da minha rede, tenho mesmo tolerância zero, exatamente por considerar esta lista de contactos muito importante. Só mantenho aqueles que fazem do meu feed um local relevante e de aprendizagem.

 

  • Em termos de participação, consideras-te inativa, reativa ou proativa? Que atividades realizas regularmente na rede? És mais utilizadora de desktop ou de telemóvel?

Utilizo quase sempre o LinkedIn em desktop, deixo o mobile para o Instagram e para o Messenger/Whatsapp. 

 

 

Normalmente uso o LinkedIn para partilhar fotografias minhas, artigos que escrevo, ou artigos relevantes que encontro sobre a minha área. Também costumo responder a comentários de outros utilizadores. Sinto que poderia ser mais ativa no LinkedIn, mas confesso que isso acontece por fases, alternando momentos de maior atividade com momentos de menor atividade.

 

 

  • A sua presença nesta rede já lhe trouxe benefícios para a sua carreira ou negócio?

Sem dúvida! Foi através do LinkedIn que fui contactada pela responsável de RH do Grupo Emirates, que me disse ter selecionado o meu perfil na sua pesquisa por um social media specialist para trabalhar no departamento de RP da Emirates, no Dubai. O LinkedIn não só me trouxe benefícios em termos profissionais, como mudou a minha vida para sempre. Foi através do LinkedIn que a minha ida para o Dubai foi possível e isso transformou-me numa profissional e numa pessoa diferente.

  • Alguma história curiosa, engraçada, interessante que tenha vivido nesta rede?

Sim, considero que possa ser engraçado dizer que, quando esta abordagem da responsável de RH do Grupo Emirates aconteceu, eu fui ver o perfil dela e o perfil dessa pessoa não tem fotografia, não tem qualquer atividade, percurso académico, não tem nada. Apenas diz que é a responsável de RH do Grupo Emirates. Eu pensei que fosse um perfil falso e que estivesse a ser vítima de alguma brincadeira. Por sorte tinha na altura uma amiga próxima que trabalhava como cabin crew na Emirates e perguntei-lhe se a empresa não teria uma intranet onde ela pudesse ver uma lista dos colaboradores da Emirates e confirmar se a tal responsável de RH era real e trabalhava mesmo lá. Ela assim fez e confirmou-me que sim, a pessoa existia e trabalhava lá nessa função. E foi nesse momento apenas que começou a minha grande aventura pelo Médio Oriente.

 

  • Na sua opinião, como irá evoluir esta rede nos próximos anos?

Acredito que ainda existem muitos profissionais que não conhecem/não utilizam o LinkedIn, e ainda outros tantos que nunca tiveram bons resultados e portanto desistiram ou desligaram-se um pouco desta rede. Assim, na minha opinião nos próximos anos acredito que o LinkedIn se vai continuar a afirmar como um local onde as partilhas de conteúdos são mais relevantes e mais focadas no conhecimento (por oposição ao ruído/lixo que está a tomar conta do Facebook) e que muitos mais profissionais se vão juntar ou reaproximar do LinkedIn.

 

Não perca nas próximas semanas! Teremos nova entrevista com outro profissional  – Registe-se aqui para ser notificado da nova entrevista!