[Interviews 2017] Filipa Neto – escreveu para um novo emprego via Linkedin!

[Interviews 2017] Filipa Neto – escreveu para um novo emprego via Linkedin!

 

As INterviews são entrevistas com profissionais sobre o seu uso do Linkedin. Desde a utilização mais pontual à mais regular, quero testemunhar a utilização que as pessoas dão à rede profissional. Depois da primeira entrevista com a Sónia, as expectativas para ler novas histórias aumentaram.
A segunda entrevistada é a Filipa Neto [ligação para o seu Perfil Linkedin] – que conheci este ano por terras formativas! A Filipa é copywriter e vive em Aveiro.

Projeto Interviews

Filipa Neto

 

  • Como teve conhecimento da rede Linkedin? Quando fez o seu registo na rede?

 

Tive conhecimento do Linkedin através de um amigo informático. Entrei nesta rede em abril de 2009.

 

 

  • Que objetivos tem com a sua presença nesta rede profissional? Mudaram ao longo dos tempos ou mantém os mesmos propósitos de utilização?

O principal objetivo de estar aqui é ser visível e atrativa para quem procura um profissional com o meu perfil. Já estive desempregada e, numa dessas ocasiões, em 2014, tentei dar os primeiros passos para ter uma boa presença e ser contatada por algum empregador. Mas dessa vez não resultou. Mais recentemente, depois de ter feito várias formações na área digital e de ter reestruturado os dados do meu perfil com a ajuda do Pedro, fui contactada pela empresa onde trabalho atualmente. Obrigada, Caramez! 🙂 Também considero útil para estarmos acessíveis a qualquer pessoa que tenha curiosidade em saber o nosso percurso (académico, profissional, de voluntariado, etc.).

 

  • Falemos sobre a sua tão importante rede de contactos. Como a qualificaria?

Não tenho uma rede muito grande, cerca de 300 contactos. Mas são conexões de qualidade, que fui construindo e conquistando. Cheguei à conclusão que, com a abordagem certa e o contexto oportuno, podemos conectar-nos com praticamente quem quisermos.

 

  • Em termos de participação, considera-se inativo, reativo ou proativo? Que atividades realiza regularmente na rede? É mais utilização de desktop ou de telemóvel?

Atualmente estou pouco ativa porque o trabalho e o final de curso [formação em Marketing Digital] não me deixam muito tempo livre. Mas há bem pouco tempo tive uma fase consideravelmente proativa. Procurava saber que pessoas se destacavam na área de marketing em que queria trabalhar – o copywriting – e a partir de pesquisas, primeiro no google, depois aqui no Linkedin, ia encontrando perfis interessantes. Feita a seleção, pedia-lhes para integrarem a minha rede de contactos. Uso os dois, desktop e telemóvel. Embora prefira o desktop para estar no Linkedin, pois a experiência de utilização é melhor.

 

  • A sua presença nesta rede já lhe trouxe benefícios para a sua carreira ou negócio?

Sim! Como referi na pergunta 2, trouxe-me o meu atual trabalho – e sem eu sequer me candidatar. Eles é que me contataram e fizeram-no pela forma como apresentava as minhas competências.

 

 

  • Alguma história curiosa, engraçada, interessante que tenha vivido nesta rede?

Bem, na verdade pouco depois de ter sido chamada para as minhas funções atuais, fui contactada por outra empresa da minha zona para uma entrevista de trabalho. E também não me tinha candidatado – eles é que ficaram interessados pelo que viram no perfil.

 

  • Na sua opinião, como irá evoluir esta rede nos próximos anos?

Penso que irá continuar a crescer dada a importância dos recursos humanos para as empresas. Tudo o que acontecer nas outras redes terá eco no Linkedin, mas tendo em conta as suas características próprias. Uma coisa que acho que se vai tornar mais visível e valiosa é a avaliação de cada um. Ou seja, a classificação atribuída às nossas competências e as recomendações que escrevem sobre nós.

 

Não perca nas próximas semanas! Teremos nova entrevista com outro profissional  – Registe-se aqui para ser notificado da nova entrevista!